A Última Estação

She simply spoke the phrase: your youth and your desire for happiness cruely remind me of my age and the impossibility of happiness for me.

Direção: Michael Hoffman

Elenco: James McAvoy, Helen Mirren, Christopher Plummer, Paul Giamatti, Anne-Marie Duff, Kerry Condon, John Sessions

The Last Station, Inglaterra/Alemanha/Rússia, 2009, Drama, 112 minutos

Sinopse: Nos turbulentos últimos anos de sua vida, Tolstoi (Christopher Plummer) se vê divido entre sua doutrina de pobreza e de castidade e a realidade de sua enorme riqueza com treze filhos e uma esposa (Helen Mirren). Ele decide sair de casa em uma viagem, mas seu estado de saúde precário o impede de seguir adiante.

A Última Estação é aquele tipo de filme que não conquista necessariamente pelas situações que são encenadas, mas sim pelos personagens que figuram o enredo. A sinopse pode distanciar muita gente – afinal, trata sobre as doutrinas de Tolstoi e a complicada relação dele com a sua esposa, que era contrária ao marido em diversos aspectos. E o filme, até mais ou menos a metade, é realmente prejudicado por sua temática: parece que pouca coisa acontece, o ritmo é lento e o roteiro faz rodeios em torno de um mesmo formato. No entanto, A Última Estação recompensa completamente após a metade.

O principal foco, na realidade, não é em Helen Mirren ou em Christopher Plummer. A Última Estação é arquitetado de acordo com a visão da figura de James McAvoy. Ele, que mais uma vez foi ofuscado por nomes mais conceituados (lembram que ninguém deu muita importância para ele em O Último Rei da Escócia, onde era o verdadeiro protagonista?), é quem dá a visão para o espectador dos acontecimentos. Apesar da habitual competência do ator, não é ele quem mais chama a atenção. A força do filme está nas presenças de Mirren e Plummer.

Os dois veteranos atores são o ponto alto do filme (ambos foram indicados ao Oscar 2010). Eles entregam ótimas interpretações, mas com personagens bem diferentes. Enquanto Plummer, como Tolstoi, mostra o impasse de um homem divido entre a teoria de suas doutrinas e a prática de sua vida, Mirren representa a esposa sofrida e incopreendida que tem opiniões opostas ao de seu marido. Ainda que Mirren seja o destaque – afinal, é o coração de toda a história – todos estão em ótimo momento. A produção ainda tem boas atuações de Paul Giamatti e Anne-Marie Duff.

A Última Estação não tem como matéria-prima a obra de Tolstoi, mas sim a relação dele com todos em sua volta. E, principalmente, como sua presença afetava as pessoas – tanto para o bem quanto para o mal. Esse filme dirigido por Michael Hoffman não chega a ser uma surpresa. Contudo, é inegável que o resultado tem vários destaques. Impossível, por exemplo, não se comover com os momentos finais de Mirren e Plummer. Pode até ficar aquela pergunta no ar: o mérito não seria só dos atores? Talvez, pois o ritmo e o desenvolvimento do roteiro não são especiais. Entretanto, dá gosto de ver um filme bem atuado. Só isso já é meio caminho andado para que um filme me conquiste.

FILME: 8.0

NA PREMIAÇÃO 2011 DO CINEMA E ARGUMENTO:

14 comentários em “A Última Estação

  1. Excelente filme!!! Ótimo elenco. Tem que ter uma base de Tolstoi para entender e/ou gostar do filme.

  2. Robson, o filme vale pelo elenco, que está ótimo!

    Vinícius, exatamente. O filme em si é bem convencional, mas tem ótimos atores.

    Reinaldo, “The Last Station” é um filme que vale a pena ser visto.

    Cleber, pois é! Ainda nem temos notícias do filme aqui no Brasil…

    Luís, não sei de onde tiraram que o McAvoy é coadjuvante em “O Último Rei da Escócia”. Ele é mais protagonista que o próprio Forest Whitaker!

    Kamila, acho que você vai gostar do filme.

    Thiago, quando eu for fazer a minha revisão de links no blogroll, adiciono o seu…

    Jeff, lá vem tu com essas piadinhas dizendo que eu sou chato hahaha

    Bruno, “The Last Station” é bem isso mesmo: um filme de atores.

    Luís Galvão, o filme é menos sobre a obra de Tolstoi e mais sobre a vida pessoal dele…

    Mayara, eu também gostaria de saber que fim levou esse filme aqui no Brasil =P

  3. A única coisa que queria saber é: que fim levou esse filme por aqui. rsrs. Quero muito assistir, o elenco é ótimo. ;)

  4. Devo dizer que sou totalmente fã de Tolstoi (meu livro preferido de todos os tempos se alterna entre Ana Karerina e Irmãos Karamazov), por isso estou tão empolgado com esse . E um oito vindo de você é um baita elogio (rsrs);

  5. Nomes de peso no elenco. Devo assistir, apesar de não esperar tanta coisa em termos de roteiro.

    Mas como você disse, boas atuações já são meio caminho andado.

  6. Eu não vou ler porque ainda não vi, mas precisava dizer que não perco esse filme por nada. Esse elenco praticamente te intimida a ver! =B

    Nota 8, pra você, até que é boa. xDDD

    []s!

  7. Que coincidência. Eu quase cliquei pra baixar o torrent desse filme e depois vim aqui e conferir essa crítica, rs. Acho que vou voltar lá e baixar o torrent.

    Quer fazer troca de links? ;]

    Abr

  8. Como eu gosto muito de filmes bem atuados e esse aí já me chamou a atenção desde o princípio, quero muito conferir “The Last Station”!

  9. Eu estou curioso para assistir a esse filme. Devo dizer que quero mesmo conferi-lo para saber o desempenho dos atores indicados ao Oscar e também do McAvoy, que, assim como você, considero bom – mas sempre ocorre de ele ser ofuscado por outro nome…
    Fiquei feliz ao ler que você também o considera protagonista em The Last King of Scotland. Todo mundo sempre me dizia que ele era coadjuvante. u.u

    Matheus, sabe do que eu tô com saudades de ver aqui? Aquelas listas de indicações de atrizes, como fez com Meryl Streep e Julianne Moore.

  10. Boas ponderações Matheus. Ainda não vi o filme, mas conseguiu me deixar ainda mais curioso para ver a abordagem dessa relação de Tolstoi com todos a sua volta.
    abs

  11. Para mim o elenco é o maior mérito desse filme, já que todo o resto é muito convencional para tornar a experiência mais marcante. Em especial, gostei muito do James McAvoy, como sempre subestimado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: