Eu Não Quero Voltar Sozinho

Todos os dias, depois da aula, Giovana (Tess Amorim) leva Leonardo (Guilherme Lobo) para casa. Ele pega o braço dela e a menina caminha duas quadras além de sua casa só para levar Leonardo com segurança até a porta de onde ele mora. Leonardo é cego e esse ritual já faz parte do cotidiano dos dois amigos. Ela nutre uma paixão silenciosa por ele. No entanto, Leonardo não demonstra interesse por ninguém e nem percebe os sentimentos de sua amiga. A situação dos dois muda quando Gabriel (Fabio Audi) chega na escola. A dupla, então, se torna um trio. Mais tarde, entretanto, ele será uma paixão de Leonardo.

É com toda certeza que afirmo que Eu Não Quero Voltar Sozinho é uma das histórias mais bonitas que já vi envolvendo a temática gay. Tudo bem que é uma rápida história curta-metragem, mas a habilidade do diretor Daniel Ribeiro em fazer um enredo com um ciclo perfeito – nada ali está sobrando ou deslocado – chega a impressionar. Contudo, a maior qualidade desse maravilhoso curta é a sutileza. O amor (independente de ser de um garoto por outro garoto) é tratado da forma mais certeira possível: puro sem parecer inocente demais e verdadeiro sem apelar para maiores invenções. Tudo é verossímil, o que deixa a sensação de que aquela história que está se desenvolvendo é universal.

Eu Não Quero Voltar Sozinho poderia ser um relato clichê sobre preconceitos (afinal o menino é gay e cego), mas o trabalho de Daniel Ribeiro se desvencillha dos caminhos óbvios e, ao contrário do recente longa Minhas Mães e Meu Pai, cria algo original e cheio de novidades. Dá gosto de apreciar cada minuto desse curta que transborda sinceridade não só no roteiro, mas nas próprias atuações. Cada ator achou o tom perfeito para os seus personagens e todos são dignos de parabéns. São eles, junto com o adorável desenvolvimento, que tornan Eu Não Quero Violtar Sozinho uma marcante experiência dentro do tema.

O que é importante ser ressaltado é a forma como o roteiro se preocupa mais em humanizar a descoberta de uma nova paixão. E isso se reflete na cena em que o protagonista Leonardo pergunta para Giovana se ela acha que ele é bonito. Depois do surgiumento de Gabriel, aquele menino que antes não se interessava por ninguém, agora passa a se preocupar com a própria beleza só para saber se está agradando o menino por quem está apaixonado. E, mesmo quando o filme fala a palavra “gay”, o faz com muita humanidade. Portanto, Eu Não Quero Voltar Sozinho é sobre descobertas. Descobertas na vida, no amor, na homossexualidade, no companheirismo…

Não consigo conter a minha enorme satisfação ao falar desse curta-metragem que merece atravessar os oceanos e ser conhecido por todo o mundo. Longe de ser um trabalho grandioso em aspectos cinematográficos, alcança sua grandeza justamente na forma humana com que narra sua simples história. O único defeito que consegui encontrar foi que a história passa num piscar de olhos, deixando a sensação de que muito ainda havia para ser contado… Sorte que o diretor Daniel Ribeiro já tem planos para transformar a bonita história de Leonardo em um longa-metragem. Eu Não Quero Voltar Sozinho está em exibição na quinta mostra de Cinema e Direitos Humanos na América Latina, que tem programação por todo o Brasil. Confira aqui a programação da sua cidade e, abaixo, uma prévia (igualmente sensacional) do curta.

24 comentários em “Eu Não Quero Voltar Sozinho

  1. Eu já perdi a conta de quantas vezes já assisti esse curta, estou muito ansiosa para ver o longa ^^

  2. É simplesmente tocante , ver o amor ser tratado de uma forma tão simples e ao mesmo tempo sincero e emocionante. Parabéns

  3. Esse curta simplesmente abalou as minhas estruturas, ele mexeu com o meu ser! Eu me senti – simultaneamente – vazio e cheio de tudo. É um filme que merece, sem a menor sombra de dúvida, ser assistido por todas as pessoas.

  4. Amei, muito bom mesmo. Pena que uma curta história. Seria, de fato, melhor ainda se fosse uma história completa, mesmo que tenha nos passado a ideia de que foi realmente completo, mas falo que deveria ser uma históriua longa baseado nos mesmos requisitos. Sem mais palavras, repito, é sensacional.

  5. Matheus Pannebecker, quem é o autor da música que a Giovana mais o Leonardo cantam ?

    • Também quero saber isso …. a musica me pareci ser bem original gostaria de tela, por favor o nome da musica que a Giovana mais o Leonardo cantam ?

  6. Adorei Assistir o Curta…
    Lindo um amor puro e verdadeiro..
    Está de Parabéns ao roteirista, diretor e elenco.

  7. acabei de assistir, o curta é òtimo!

    parabéns ao roteirista, diretor e elenco.

    o grande trunfo está na simplicidade, bem que o atual cinema brasileiro poderia trazer mais histórias cotidianas e agradáveis.

  8. Fantástico! este Daniel Ribeiro é um excelente diretor em seuscurtas , o que achei mais interessante é a capacidade desses atores adolescentes Fabio Audi e Guilherme Lobo atuaram na cena do beijo,parabéns excelente trabalho
    agora aguardando o longa né ..

  9. Muito bom esse curta espero que tenha um longa,seria muito bom!
    nooosa chama a atençao de qualquer pessoa.
    e os atores estao perfeitos!

  10. adorei o curta retrata uma história muito que no brasil hj é uma discriminação que são os gay parabéns os produtores desse filme.

  11. Pingback: Cinema – Eu não quero voltar sozinho. | CONVERSAS AO PÉ DO MUNDO

  12. Leandro, o curta é espetacular!

    Adriano, concordamos em tudo sobre o curta, então \o/

    Cristiano, sutileza é a palavra-chave de “Eu Não Quero Voltar Sozinho”!

    Kamila, pena que o curta só esteja passando em mostras e festivais bem limitados…

    Wally, vamos esperar, então, que ele fique disponível na internet!

    Rafael, é sim! “Eu Não Quero Voltar Sozinho” é um completo acerto.

    Mayara, a trilha é muito legal mesmo!

  13. Também já tinha visto a prévia e fiquei muito curiosa, gostei da trilha do trailer. Vou ver se procuro onde está sendo exibido. Acho que poderiam dar mais acessibilidade aos curtas, como na internet mesmo. ;)

  14. O trailer desse filme é encantador. Nao o conhecia, mas fiquei bastante curioso para assistir. Vende um tipo de tratamento muito sensível, mas nao piegas. Espero que o filme em si seja assim.

  15. Eu tinha visto o trailer e achado uma graça. Quero muito ver o curta. Mas nunca vai chegar aqui. =(

  16. Olha, que dica interessante. O problema é um curta como esse chegar por aqui, na minha cidade.

  17. Este curta é fantástico!
    Muito sensível o roteiro e a direção é excelente.
    Vi uma vez e fiquei com a sensasão de que aquilo tinha sido muito pouco, que aquelas personagens tinham muito mais a apresentar – ou seja, espero que realmente saia um longa daí.
    Com certeza assistirei na estreia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: