Melhores de 2010 – Canção Original

Todas as incursões de Eddie Vedder no cinema foram maravilhosas. Na Natureza Selvagem, por exemplo, perderia parte de sua poesia se não tivesse aquela fabulosa trilha sonora. Em Comer Rezar Amar, Vedder, mais uma vez, resume muito bem a jornada de um personagem. Dessa vez, ele vem com Better Days. O filme de Ryan Murphy é monótono e sem vida, mas a canção dá um toque todo especial para os créditos finais da adaptação do best-seller de Elizabeth Gilbert. Não é só a letra cheia de significados – e nunca simples ou óbvias, como todas as outras de Vedder – mas também a melodia, que se incorpora com exatidão ao espírito que o longa-metragem tenta mas não consegue passar. Resumo da ópera: a canção teve o poder de sintetizar todo o filme. Melódica, com uma ótima letra e totalmente condizente com a mensagem do roteiro. Muito mais, foi além: tem vários significados que o próprio roteiro não conseguiu transmitir.

• 

WHEN YOU FIND ME (Adam)

Adam foi um filme que chegou diretamente em DVD no Brasil no início desse ano e quase não teve repercussão. Pois, então, fica a dica: esse é um sincero filme independente que merece ser conferido. Além do ótimo desempenho de Hugh Dancy como um jovem com síndrome de Asperger, a produção também traz a ótima canção When You Find Me. Cantada por Joshua Radin, ela tem uma melodia que fica na cabeça e que se encaixa de forma certeira no mundo do personagem-título.

WE BELONG TOGETHER (Toy Story 3)

Longe de ser um compositor que tem o meu apreço, Randy Newman, pelo  menos, conseguiu me deixar bem satisfeito com a canção que fez originalmente para Toy Story 3. Mesmo que inserida em um contexto estranho (afinal, o filme acaba em um rio de lágrimas e, do nada, a música feliz começa a tocar quebrando o clima), We Belong Together é uma homenagem aos amigos e a tudo que passamos com essa nossa segunda família. Outro ponto alto dessa ótima animação da Pixar.

TAKE IT ALL (Nine)

Nine nem chega a ser esse horror todo que dizem por aí, mas é fato que o longa decepcionou – incluindo na parte musical. No entanto, a trilha tem seus bons momentos. Se Cinema Italiano é a mais pop e divertida de todas, peca por ter uma letra que beira ao ridículo. É por isso que Take It All é a melhor canção do musical de Rob Marshall. Entoada de forma impecável pela francesa Marion Cotillard, encaixa-se com precisão no contexto dramático em que é executada no filme, além da boa letra.

THE WEARY KIND (Coração Louco)

É sempre um problema escolher apenas uma música de um filme que está repleto delas. Coração Louco tem uma história musicalizada ao extremo e é meio injusto escolher apenas uma, como se ela se destacasse das demais. Todavia, The Weary Kind é uma espécie de “resumo” de todo o estilo musical do filme, tendo uma melodia bem simples e uma letra que nos lembra a mensagem e a proposta do filme. Nada espetacular, mas totalmente apropriada para o longa.

_

Escolha do público:

1. “The Weary Kind” (9 votos, 30%)

2. “We Belong Together” (8 votos, 26.67%)

3. “Better Days” (6 votos, 20%)

4. “Take it All” (6 votos, 20%)

5. “When You Find Me” (1 voto, 3.33%)

6 comentários em “Melhores de 2010 – Canção Original

  1. votei em the weary kind porque é muito boa mesmo eo filme mereceu é simplesmente fantastico.

  2. Gustavo, eu gosto de “Take it All” e “My Husband Makes Movies”. Enfim, tudo o que envolve a maravilhosa Marion Cotillard nesse filme!

    Weiner, confesso: só coloquei “The Weary Kind” para completar a lista haha

    Kamila, também acho que tem tudo a ver com “Coração Louco”, mas ela está longe de ser a minha favorita do ano… Prefiro as outras quatro músicas que indiquei =)

    Alexsandro, não acho “Nine” esse horror que dizem por aí… Quanto as músicas do filme, gosto mesmo só das duas que a Marion canta, especialmente “My Husband Makes Movies” (uma pena essa não ser original). A mais pop, “Cinema Italiano”, não consigo engolir. A letra é solta e aleatória demais pra mim…

  3. Pois bem, acho que da sua lista o melhor é mesmo Better Days, a melhor coisa de Comer, Rezar, Amar. Acho essa de Adam bacaninha e essas canções de Nine me parecem um tanto superestimadas, como se numa tentativa de ter de fazer menção a alguma coisa do filme já que nada mais presta, mas se me apontassem uma arma e eu tivesse de escolher entre morrer ou escolher uma música de Nine, seria Take It All. The Weary Kind é até boa, mas não sei se a indicaria e, diferente de você, gosto muito do Randy Newman e acho que ele acertou mais uma vez em We Belong Together, apesar de achar que ele poderia ter caprichado mais como nos filmes anteriores.

  4. Das indicadas, voto mesmo em “The Weary Kind”, que é uma canção original que tem tudo a ver com o filme no qual ela está. :)

  5. Tivemos dois indicados em comum, mas às vezes acho que indiquei The Weary Kind por desencargo de consciência. (6) Brincadeira! Adoro a músca, bem como a de Adam, linda!
    Better Days não me tocou à maneira das composições de Into the Wild, por isso sequer indiquei Vedder desta vez. Take it All e We Belong Togheter foram boas escolhas!
    Essa categoria é sempre assim, diferente. Escolher música é muito pessoal. =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: