Ponto Final

O vazio não é sinal de tristeza… É estímulo para sonhar e escrever uma outra história.

Direção: Marcelo Taranto

Elenco: Roberto Bomtempo, Hermila Guedes, Othon Bastos, Dedina Bernadelli, Silvio Guindane, Julia Bernat

Brasil, 2011, Drama, 103 minutos

Sinopse: Os sentimentos de culpa e indignação do executivo Davi (Roberto Bomtempo) servem de fio condutor de Ponto Final. Sua filha Beatriz (Julia Bernat), vítima da violência, era uma jovem que acreditava na boa índole dos brasileiros e a vocação do Brasil para o amor. Era aqui que iriam acontecer as grandes mudanças. O pai, ao contrário, sempre achou este país uma vergonha, por valorizar que há de pior e mais medíocre na sociedade. Para Davi, a própria vida nos obriga a fechar sentimentos e bens materiais. Assim, nesses dias de tantos medos e desconfianças, em que, cada vez mais, o ser humano sente necessidade de trancar tudo o que tem, trancando-se a si mesmo, a história aborda a superação da perda e a capacidade que as pessoas têm para enfrentar as adversidades.

Se você tiver acesso ao roteiro de Ponto Final, não perca a oportunidade e leia tudinho. Pronto. Não há razão para assistir ao filme. Agora, de maneira alguma estou dizendo que as surpresas do filme seriam estragadas se você já soubesse de todos os fatos da história. Esse meu conselho, na realidade, é pra poupar você de um grande sofrimento. Por quê? Ora, Ponto Final, do diretor Marcelo Taranto, transmite a incômoda sensação de que apenas copiou frases de livros de auto-ajuda e colocou na boca dos atores. Então, é mais fácil ler o roteiro e copiar as frases de efeito para colocar no Twitter ou no Facebook…

Sim, confundir linguagens é um erro que pode ser fatal. Se muitos diretores são criticados por dar ênfase demais ao tom teatral em obras cinematográficas (é o caso, por exemplo, de John Patrick Shanley, em Dúvida), também existem aqueles que se perdem em narrativas literárias (ou pomposas) demais. Tudo o que é dito pelos atores em Ponto Final soa falso: todos falam corretamente, como se tivessem decorado uma gramática. Além, claro, de todo aquele ar poético… Haja paciência, então, para aguentar tanta encenação nesse filme que parece ter o dobro de duração do que realmente tem.

Porém, os problemas não param por aí, principalmente ao complicar uma história muito simples, já que o roteiro faz questão de ir e voltar no tempo, deixando tudo ainda mais confuso. Acrescente a isso imaginações dos personagens, repetições e tantas outras decisões que não ajudam em nada. Ponto Final era sobre o luto de um pai que acaba de perder a filha e que, agora, não consegue superar a dor e resolve se revoltar contra o Brasil devido às circunstâncias da morte de sua filha. Pretexto para choradeiras sem efeito (o luto é demonstrado de forma fria) e discursos políticos previsíveis.

Bem que Roberto Bomtempo, Hermila Guedes e Othon Bastos tentaram… No entanto, não foi o suficiente para tirar Ponto Final da gigantesca decepção. Já comentei por aqui que pior que filme ruim é filme chato. É o caso desse longa de Taranto – que, também, tem uma montagem mal resolvida, onde certos cortes parecem anunciar o desfecho milhares de vezes. Monótono, esse trabalho não transmite emoção, confunde, irrita e mostra que um filme não se faz a partir de frases bonitas e bem proclamadas. Um bom resultado vai muito além disso…

FILME: 3.0

* Exibido no 39º Festival de Cinema de Gramado

3 comentários em “Ponto Final

  1. Kamila, eu também gosto da Hermila Guedes, mas nem ela salva esse filme…

    Luis Fernando, assisto sim, mas dou ênfase aos novos porque tenho um programa de rádio semanal que fala justamente sobre lançamentos. Portanto, tenho que ficar mais atualizado, deixando os antigos pra quando tenho algum tempo livre.

  2. Matheus eu gosto de suas criticas mas vem cá, você não assisti filmes antigos não? É por isso que você dá tanta nota ruim, só assisti aos lixos de agora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: