As Canções

Eu não fui o amor da vida dele, mas ele foi o da minha.

Direção: Eduardo Coutinho

Documentário, Brasil, 2011, 90 minutos

Sinopse: De volta ao palco de um teatro, o diretor Eduardo Coutinho, dessa vez, resolve conhecer as histórias por trás das músicas que marcaram a vida de diversas pessoas. De Roberto Carlos a Noel Rosa, histórias que falam sobre amor, lembranças, desilusões, saudades e arrependimentos. Mais uma vez, o diretor realiza uma viagem ao lado mais humano de todos nós.

Quando eu for bem velhinho, bem velhinho, que usar um bastão, eu hei de ter um netinho, ai, pra me levar pela mão!

Olha, não tenho a mínima ideia de quem é essa música. Nem de quando ela é. Lembro apenas desse refrão. Só sei que, toda vez que penso na minha avó, lembro dela cantarolando essa marchinha… Mais especificamente na Augusto Pestana, uma rua que tem no lado da minha casa, aqui em Porto Alegre. Não sei ao certo quando foi que ouvi pela primeira vez essa música, mas lembro que sempre quando passeava com a minha avó ela me cantava essa música pra mim. Dizia que alguém cantava para ela… Ouvi diversas vezes. E, hoje, quando penso na minha avó, imediatamente penso nesse refrão do velhinho que deseja ter um netinho para levá-lo pela mão.

Ano passado, no dia da criança, ela me deu um pacote de doces de presente – algo que ela sempre comprava para mim, quando eu era criança. E ela também escreveu um cartão, onde dizia que eu cresci, que falo uma língua que não é mais a dela… Inclusive chegou a mencionar que não sabe nem mais quais são as músicas que eu escuto, já que são todas em inglês. É, o tempo passa muito ligeiro e parece que foi ontem que eu andava com ela pelas ruas do Bom Fim todo dia. Sei que hoje, com essa história de trabalhar o dia inteiro e de estudar de noite, fica difícil vê-la com tanta frequência… Assim, não posso seguir a música e levá-la pela mão o tempo inteiro. Mas acho que falo dessa música porque eu quero que ela saiba que o o meu coração quer sempre levá-la pela mão. Sempre.

A minha avó tem papel essencial na minha vida. Hoje, não seria nem metade do que sou se não fosse por ela. Desde cedo sempre me incentivou à leitura, ao hábito de ir ao cinema e a apreciar cultura. Isso é algo que vou levar para a vida inteira. Isso formou o meu caráter. Se não fosse pela minha avó, não estaria cursando Jornalismo – e, talvez, nem teria amado o cinema. Ela me ensinou muita coisa: como valorizar as nossas relações, como apreciar a cultura e, acima de tudo, como devemos sempre pensar que os afetos que construímos são os nossos bens mais preciosos. Tenho muitas músicas na minha vida. Músicas que ouço constantemente, que canto em festas e que marcaram muitos momentos da minha vida. Mas nenhuma outra será tão importante para mim como essa do velhinho. É a música que sempre vai me lembrar de tudo o que vivi e vivo com ela.

_

Porque é exatamente assim que fiquei depois de As Canções: querendo contar uma história, cantar uma música que marcou a minha vida e ouvir tudo isso de mais outras pessoas. Coutinho, de novo, mergulhando na humanidade de seus entrevistados! Ótimo!

FILME: 8.5

4 comentários em “As Canções

  1. atitude de caráter da tua vó, literalmente!

    Filme perfeito ;D

  2. Perfeito texto, Matheus. Um dos melhores que você publicou aqui. Adoro textos que mostram como os filmes que assistimos fizeram com que a gente se sentisse. E você conseguiu isso! Adoro Eduardo Coutinho e seus documentários e espero ter a chance de assistir “As Canções”. :)

  3. Oi Matheus, caí de paraquedas aqui no seu blog, porque tava querendo ler algo de As Canções – realmente ficamos com essa vontade de compartilhar a nossa música! obrigado por compartilhar :)

  4. Acauã, the best of me!

    Kamila, “As Canções” é ótimo, procure ver assim que puder!

    Denichan, acho que todos ficam com essa vontade, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 122 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: