Vamos falar sobre o Emmy? – Parte 2

Sejamos sinceros: as intenções eram ótimas. Ora, uma série de terror! Mas AMERICAN HORROR STORY é comandada por Ryan Murphy, sujeito que nunca consegue dar boa continuidade ao que cria. Além de ter arruinado Nip/Tuck (que teve duas ótimas temporada iniciais e depois terminou no fundo do poço), ainda fez Glee ser esquecida com a mesma velocidade com se tornou um sucesso. Não é novidade, então, ver uma excelente parte técnica e uma ótima Jessica Lange a serviço de um programa tão problemático e irregular como American Horror Story. Ao invés de ser um guilty pleasure, o programa é mal contado e se perde no meio de tantas subtramas e personagens (prejudicando, inclusive, ótimos atores, a exemplo de Frances Conroy, que não tem maiores chances). O Emmy parece ter se empolgado com a história (aqui classificada como minissérie), que conseguiu algumas indicações completamente inexplicáveis, como a de melhor atriz para Connie Britton. A única que deve ganhar algo – merecidamente – é Jessica Lange, o único ponto realmente positivo desse programa disléxico.

Pela falta de opções em seu respectivo segmento, HEMINGWAY & GELLHORN conseguiu indicações importantíssimas. Quero acreditar nessa teoria de falta de opções. Digo isso porque não consigo entender como um filme tão tedioso, repetitivo e nada interessante conseguiu ser nomeado a melhor telefilme, direção, atriz, ator, fotografia, trilha, etc. Nem mesmo os bons atores (incluindo David Strathairn e a própria Kidman) conseguiram dar gás a esse trabalho completamente antiquado. Se existia qualquer dúvida que Julianne Moore fosse perder o Emmy desse ano em função de Kidman, elas terminaram quando Hemingway & Gellhorn foi exibido. Talvez mereça algumas menções técnicas, mas não tudo o que recebeu. Certamente, não consegue sequer chegar perto da eficiência de Virada no Jogo, o melhor telefilme da temporada.

Apesar de ainda ser indicada a melhor série de comédia e ter vários atores concorrendo – incluindo convidados – parece que 30 ROCK já morreu para o Emmy. Claro que a série já reinou soberana durante três anos consecutivos, mas a sexta temporada foi particularmente inspirada e digna de trazer 30 Rock de volta aos holofotes. Alec Baldwin e Tina Fey estão no grupo dos melhores comediantes da TV e é uma pena ver que até mesmo eles já não possuem grandes chances de serem consagrados novamente. A maior injustiça, no entanto, é ver que Jane Krakowski, sempre um destaque da série, nunca ganhou quando indicada e, agora, sequer foi nomeada. Em um ano repleto de séries novatas e de outras que não precisam têm mais o mesmo gás (Modern Family), um retorno de 30 Rock não seria nada injusto – principalmente quando o seriado está prestes a encerrar sua jornada de uma vez por todas (a sétima temporada é a última).

DEXTER já foi um dos melhores seriados em exibição e, inclusive, merecia ter conquistado vários prêmios no Emmy. Hoje, no entanto, amarga uma sucessão de episódios covardes e redundantes. A quinta temporada e, agora, a sexta (que está concorrendo), foram dois exemplos de como a popularidade pode prejudicar um programa: depois das ousadias do quarto ano, os escritores retrocederam descontroladamente ao não movimentar mais a vida do protagonista para não correr o risco de perder audiência. Tudo é uma variação do que já vimos antes, o protagonista deixou de ser fascinante, as investigações são corriqueiras e nem as narrações em off são mais inspiradas. Portanto, a indicação para Michael C. Hall é no mínimo injusta, já que ele tem pouco a fazer com seu personagem que nunca se abala ou se transforma com as situações da vida. A única lembrança deveria ser para Jennifer Carpenter, que nunca esteve tão bem como Debra Morgan. Se não fosse por ela, Dexter já seria 100% dispensável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: