Os indicados ao Oscar 2013

oscarth

A esperança é a última que morre. E, depois de uma premiação pavorosa como a última, podemos dizer que o anúncio dos indicados ao Oscar 2013 deu um certo gás para esse prêmio que precisa urgentemente se reinventar. As mudanças parecem ter começado na própria revelação da lista: o cenário agora é limpo (sem a pequena bancada), onde os dois apresentadores, livres para circularem, fazem o anúncio ao lado de um telão. Sai o presidente da Academia (o que tira o tom engessado) para dar lugar ao apresentador da vez, acompanhado de um convidado. No caso, Seth MacFarlane e Emma Stone. Farlane, por sinal, fez brincadeiras até com o poderoso Harvey Weinstein. Interessante. Mas como a Academia vai receber o humor do comediante?

Os pequenos detalhes também contam: percebam como os indicados agora não são listados mais por ordem alfabética de sobrenome – e o suspense dobra! Já sobre os indicados, não dá para dizer que o resultado foi ruim. Bem pelo contrário: foram poucas as surpresas desagradáveis e o Oscar conseguiu surpreender com nomes que – apesar de não serem favoritos – eram considerados por alguns experts. Lincoln, de Steven Spielberg, lidera com 12 indicações, seguido de As Aventuras de Pi (com 11) e O Lado Bom da Vida Os Miseráveis (cada um com 8). A cerimônia de entrega do Oscar acontece no dia 24 de fevereiro. Abaixo, breves comentários e a lista completa de indicados:

– O Lado Bom da Vida concorre em todas as categorias de atuação. É um acontecimento histórico no Oscar. O último filme que conseguiu essa façanha foi Reds, na década de 1980.

– Intocáveis fez sucesso mundialmente e foi indicado a todos os grandes prêmios, mas ficou de fora do Oscar. Não tinha minha torcida. E sua ausência não chega a ser uma surpresa.

– Por falar em estrangeiros, os votantes gostaram bastante de Amor. É um filme pesado e difícil, mas muito humano, que mostra a velhice como ela é. E essa sinceridade merecia ser reconhecida.

– Triste pela ausência de Marion Cotillard, por Ferrugem e Osso. Deve ser a terceira ou quarta vez que o Oscar ignora um excelente desempenho da atriz. Ferrugem e Osso é, no entanto, ao lado de Nine, a maior injustiça.

– As maiores surpresas ficaram na categoria de direção: Kathryn Bigelow, Tom Hooper e Ben Affleck ficaram de fora. Só vi o terceiro. E considero uma injustiça.

– Todos os indicados na categoria de ator coadjuvante já têm um Oscar em casa. Quem vai ser agraciado novamente? Difícil dizer. O retorno parece uma tendência esse ano: dos 20 atores indicados, apenas quatro estão na primeira indicação.

– 007 – Operação Skyfall até que teve um bom resultado (canção, trilha, fotografia, edição de som, mixagem de som), mas merecia ser levado mais a sério, pelo menos com indicações para Javier Bardem e Judi Dench.

– Bem que poderiam ter colocado Moonrise Kingdom na categoria de melhor filme para fechar dez indicados, né?

– Adoro Naomi Watts e ela, como sempre, está ótima em O Impossível. Mas não é muito justo ela ser a única lembrança do filme: todo o elenco merecia (em especial Tom Holland) e também o notável trabalho de direção de arte e maquiagem.

– Teve mais Indomável Sonhadora do que eu gostaria e esperava. Só a indicação para a garota Quvenzhané Wallis – que, de fato, está um arraso – já bastava.

•••

MELHOR FILME

Amor
Argo
Indomável Sonhadora
Django Livre
Os Miseráveis
As Aventuras de Pi
Lincoln
O Lado Bom da Vida
A Hora Mais Escura

MELHOR DIREÇÃO

Michael Haneke (Amor)
Benh Zeitlin (Indomável Sonhadora)
Ang Lee (As Aventuras de Pi)
Steven Spielberg (Lincoln)
David O. Russell (O Lado Bom da Vida)

MELHOR ATOR

Bradley Cooper (O Lado Bom da Vida)
Daniel Day-Lewis (Lincoln)
Hugh Jackman (Os Miseráveis)
Joaquin Phoenix (O Mestre)
Denzel Washington (O Voo)

MELHOR ATRIZ

Jessica Chastain (A Hora Mais Escura)
Jennifer Lawrence (O Lado Bom da Vida)
Emmanuelle Riva (Amor)
Quvenzhané Wallis (Indomável Sonhadora)
Naomi Watts (O Impossível)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Alan Arkin (Argo)
Robert De Niro (O Lado Bom da Vida)
Philip Seymour Hoffman (O Mestre)
Tommy Lee Jones (Lincoln)
Christoph Waltz (Django Livre)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Amy Adams (O Mestre)
Sally Field (Lincoln)
Anne Hathaway (Os Miseráveis)
Helen Hunt (The Sessions)
Jacki Weaver (O Lado Bom da Vida)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Argo
Indomável Sonhadora
As Aventuras de Pi
Lincoln
O Lado Bom da Vida

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Amor
Django Livre
O Voo
Moonrise Kingdom
A Hora Mais Escura

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Amor (Áustria)
Kon-Tiki (Noruega)
No (Chile)
O Amante da Rainha (Dinamarca)
War Witch (Canadá)

MELHOR ANIMAÇÃO

Valente
Frankenweenie
ParaNorman
Piratas Pirados
Detona Ralph

MELHOR FIGURINO

Anna Karenina
Os Miseráveis
Lincoln
Espelho, Espelho meu
Branca de Neve e o Caçador

MELHOR DOCUMENTÁRIO

5 Broken Cameras
The Gatekeepers
How to Survive a Plague
The Invisible War
Searching for Sugar Man

MELHOR DOCUMENTÁRIO (CURTA-METRAGEM)

Inocente
Kings Point
Mondays at Racine
Open Heart
Redemption

MELHOR MONTAGEM

Argo
As Aventuras de Pi
Lincoln
O Lado Bom da Vida
A Hora Mais Escura

MELHOR MAQUIAGEM

Hitchcock
O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
Os Miseráveis

MELHOR TRILHA SONORA

Anna Karenina
Argo
As Aventuras de Pi
Lincoln
007 – Operação Skyfall

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“Before My Time” (Chasing Ice)
“Everybody Needs a Best Friend” (Ted)
“Pi’s Lullaby” (As Aventuras de Pi)
“Skyfall” (007 – Operação Skyfall)
“Suddenly” (Os Miseráveis)

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Adam and Dog
Fresh Guacamole
Head Over Heels
Maggie Simpson in “The Longest Daycare”
Paperman

MELHOR CURTA-METRAGEM

Asad
Buzkashi Boys
Curfew
Death of a Shadow (Dood van een Schaduw)
Henry

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Argo
Django Livre
As Aventuras de Pi
007 – Operação Skyfall
A Hora Mais Escura

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Argo
Os Miseráveis
As Aventuras de Pi
Lincoln
007 – Operação Skyfall

MELHORES EFEITOS VISUAIS

O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
As Aventuras de Pi
Os Vingadores
Prometheus
Branca de Neve e o Caçador

MELHOR FOTOGRAFIA

Anna Karenina
Django Livre
As Aventuras de Pi
Lincoln
007 – Operação Skyfall

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Anna Karenina
O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
Os Miseráveis
As Aventuras de Pi
Lincoln

8 comentários em “Os indicados ao Oscar 2013

  1. Luiza, a lista de diretor é simplesmente inacreditável! Não vi a maioria dos filmes ainda, mas é bem provável que seja um devaneio deles… E dizem que o Christoph Waltz se repete nesse “Django Livre”. Acho ele incrível em “Bastardos Inglórios”, mas é fato que, nos outros filmes que realizou depois desse, não mudou muito de papel.

    Clóvis, “O Impossível” merecia mesmo. Uma pena que não acharam espaço pro Tom Holland. E o filme ainda tinha que ter sido indicado pelo menos em direção de arte e maquiagem.

    Uma Dose de Cinema, “Amor” mereceu mesmo! E ainda tinha que ter tido mais: injusto só a Emmanuelle Riva ser lembrada. Ali é um completo trabalho de dupla com o Trintignant.

    Bruno, a esperança é a última que morre, né? Mas não acho que seremos surpreendidos com o vencedores. E também senti muita falta da Marion na lista!

    Hugo, tinha esquecido de “Reds”! Já corrigi no post. Valeu!

    Weiner, acho que o prêmio ainda é de “Lincoln”… É bem provável que a surpresa venha em direção. E não duvido nada que vá para o Haneke! \o/

  2. Fique muito chateado com a ausência de Tom Holland e principalmente Ben Affleck. Mas por outro lado gostei muito da lembrança de filmes e diretores inesperados (acho Benh Zeitlin muito simpático e David O. Russel acabou merecendo porque novamente provou que dirige atores muito bem, nem todo diretor consegue isso). Já a ausência de Bigelow foi um alívio e a de Tom Hooper me pareceu uma injustiça.
    Apostava nesse grande sucesso de Amour, e não sei se lembra, falei várias vezes que tinha a sensação de que Marion seria esnobada – e ela foi. Shame. Por outro lado amei as nomeações de Wallis e Riva.
    Mas o poder de me surpreender foi algo notável, não me lembro de outro anúncio que me deixasse tão pasmo (pra bem ou pra mal).
    LINCOLN! Mas nada está ganho. Silver Linings Playbook e até mesmo Beasts of the Southern Wild podem surpreender o filme de Spielberg.
    Um abraço, Matheus!

  3. Ótimas considerações sobre o Oscar. O filme “Reds” de 1981 também foi indicado nas quatro categorias de atuação e, assim como “Silver Linings Playbook”, concorreu ao BIG 5.

  4. A lista da academia trouxe algumas boas surpresas, como a indicação da pequena Quvenzhané Wallis e a supervalorização ( merecida) do francês ” Amor ”. Ausências sentidas: Marion Cotillard, sem mais.

    No geral, gostei bastante da lista do Oscar. Ousou e divergiu (pelo menos um pouco) das escolhas das demais premiações. Teve coragem, por exemplo, de tomar atitudes saudáveis ao indicar Joaquin Phoenix, nome esnobado em muita bancas devido ás bobagens que andou falando.
    Um outro dado interessante: Nos últimos dez anos o Globo de Ouro perdeu terreno como principal ” termomêtro ” do Oscar. Ao meu ver, processo parecido está acontecendo com o SAG. Se no passado ser indicado ao prêmio do sindicato era quase garantia do ator ser indicado ao Oscar, hoje isso não acontece mais. Marion, Mirren, Kidman, entre outros são exemplares dessa observação
    Ufa! Será que o Oscar está ficando menos previsível?

  5. Fala Matheus. Fiquei muito feliz pelas indicações de “Amor”. Gosto bastante do Haneke, e achei merecidas as 5 indicações. Tbm achei uma injustiça não ter o Affleck indicado por direção. Acho que Lincoln deverá receber a maioria dos prêmios… se isso acontecer a Acacemia perderá de vez a credibilidade comigo. hahaha.

    Abraços!

  6. A lista de indicados a melhor diretor foi surpreendente: nada de Bigelow, Affleck ou Hooper. E concordo contigo no último ponto. Watts está ótima e sua indicação é merecidíssima, mas “O Impossível” merecia mais nomeações. Mas o Holland não tinha muita chance, eu li em site que o submeteram na categoria de melhor ator. Outras duas grandes surpresas: a ausência de Moonrise Kingdom (filme que eu dava com certo entre os indicados na categoria principal) e a indicação da Jacki Weaver, que até então não tinha sido lembrada nessa temporada de premiações.

  7. Indicados a direcao e ator coadjuvante ficou a desejar (nao tem biglow e affeck, e preterir waltz a outros é so pq ele é academicamente pop!) e faltou moonrise kingdom, concordo!

  8. Pingback: POLEMICA… « …INVENTO UM CAÍS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: