Oscar 2013 – Ator

oscarleadorthr

Ano mais do que marcante para os intérpretes masculinos. Entre as atuações, a categoria de melhor ator é com a melhor média de atuações. Por isso mesmo, alguns podem considerar um tanto frustrante que a disputa esteja tão definida. É Daniel Day-Lewis na cabeça, mas não seria injustiça alguma ver qualquer um dos outros vencendo – menos Denzel Washington, em indicação bastante dispensável. O terceiro Oscar para Day-Lewis também é uma forma de celebrar Lincoln em uma das categorias principais, já que o filme de Steven Spielberg tem tudo para não conquistar nem um terço dos prêmios a que concorre. Difícil questionar a vitória do ator, mas também igualmente angustiante é ter que dizer quem é melhor em um ano tão notável para os homens.

•••

BRADLEY COOPER (O Lado Bom da Vida): Poderia ser uma espécie de exagero das premiações: um ator que normalmente não associaríamos ao papel saindo-se relativamente bem nele. Porém, Bradley Cooper está mesmo ótimo em O Lado Bom da Vida. Não apenas conduz muito bem o cargo de protagonista do filme de David O. Russell como também é a interpretação mais marcante de um filme que tem nomes como Jennifer Lawrence e Robert De Niro no elenco. Como o bipolar Pat, Cooper teve a chance de ouro de sua carreira. E soube aproveitá-la.

DANIEL DAY-LEWIS (Lincoln): Era de se pensar que, depois de Sangue Negro, Daniel Day-Lewis não fosse impressionar novamente tão cedo. Que engano! Tudo bem que Nine foi um deslize na sua carreira (lá ele é totalmente ofuscado pelas mulheres), mas é sempre válido esperar superação de Day-Lewis. É o que acontece no papel de Lincoln, que pode não ser o estilo mais instigante (quem ainda aguenta cinebiografias?), mas que o ator mais uma vez tira de letra com seu inegável talento: da postura ao tom de voz e dos olhares às palavras do presidente-título, ele nos entrega, outra vez, um dos melhores desempenhos de sua carreira.

DENZEL WASHINGTON (O Voo): Denzel Washington está sobrando entre os atores indicados ao Oscar desse ano. Tem um papel que a Academia gosta, mas o estereótipo de alcoolista em recuperação já foi trabalhado mil vezes pelo cinema. E o filme de Robert Zemeckis, além de não tratar o tema com originalidade, não dá grandes chances para Denzel – que lidera a história com segurança, mas não tem um momento mais especial. A indicação de O Voo na categoria de roteiro original também é bastante questionável… Pelo visto, os votantes tiveram um certo carinho pelo longa.

HUGH JACKMAN (Os Miseráveis): Hugh Jackman nasceu para ser Jean Valjean. Quem viu o ator soltando a voz, anos atrás, na cerimônia do Oscar 2009, já tinha como deduzir que, um dia, ele teria talento musical de sobra para protagonizar um filme do gênero. Mas o que poucos esperavam é que ele se saísse tão bem na parte dramática de Os Miseráveis. No mais novo trabalho de Tom Hooper, ele marca o seu território e transita muito bem entre os sofridos anos de seu personagem. É precipitado dizer que esse é, desde já, o desempenho de sua vida?

JOAQUIN PHOENIX (O Mestre): Joaquin Phoenix tem se especializado em papeis de homens problemáticos. Foi assim quando arrasou em Johnny & June e é agora no magnífico O Mestre. Lidando com um papel extremamente difícil, Phoenix encabeça esse incrível trabalho de elenco. Em parceria com o igualmente ótimo Philip Seymour Hoffman, ele tem várias cenas marcantes e nunca deixa que o gênio difícil de seu Freddie Quell seja um empecilho para o filme. Atuação grandiosa e cheia de pequenos detalhes que seria mais reconhecida caso não estivesse na disputa com Daniel Day-Lewis.

 O ESQUECIDO

oscthrhawkesPena que só Helen Hunt tenha sido lembrada por essa pequena surpresa chamada As Sessões. O trabalho dela é feito todo em sintonia com o de John Hawkes, que chegou a concorrer ao SAG e ao Globo de Ouro por seu desempenho mas que não conseguiu chegar ao Oscar. Não é de se surpreender – poucas vezes trabalhos menores e singelos são reconhecidos pela Academia – mas não dá para deixar de sentir sua falta.

4 comentários em “Oscar 2013 – Ator

  1. Kamila, eu colocaria o John Hawkes fácil fácil no lugar do Denzel Washington.

    Clóvis, minha torcida também está com o Joaquin Phoenix!

    Victor, os dois têm que agradecer bastante: aproveitaram oportunidades preciosas!

  2. Ainda não conferi nem Phoenix nem o Daniel Day-Lewis. Talvez Jackman tenha em Jean Valjean o papel de sua vida, mas quem tem que agradecer bastante é o Cooper, que conseguiu um personagem forte o suficiente para explorar seu lado cômico, sem parecer descartável, e dramático, podendo ser exagerado.

  3. Discordo quanto ao Cooper. Na minha opinião, ele está apenas razoável no filme e a cara de bobão que ele fazia me incomodou bastante. Não vi o Washington. Não posso opinar sobre o Hawkes por que também não vi o seu respectivo filme. O Daniel Day-Lewis está fenomenal em “Lincoln”, mas acho que o Hugh Jackman está tão bem quanto ele em “Os Miseráveis” e o Joaquin Phoenix se sai ainda melhor em “O Mestre”.

    Meu ranking até agora: Phoenix>Jackman>Day-Lewis>Cooper.

  4. Dos cinco indicados, só não conferi a atuação do Joaquin Phoenix. Concordo que o John Hawkes poderia ter sido indicado, mas juro que não consigo imaginar no lugar de quem. Na ordem de preferência dos que eu assisti, meu ranking fica assim:

    1- Hugh Jackman
    2- Bradley Cooper
    3- Daniel Day-Lewis (que, pra mim, está burocrático em “Lincoln”)
    4- Denzel Washington

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: