Melhores de 2012 – Montagem

twelveediting

Sempre é válido reiterar a decepção que foi Guerreiro ter sido lançado diretamente em home video aqui no Brasil. Mais do que um excelente drama familiar, o filme de Gavin O’Connor merecia as telas de cinema em função de seu excelente trabalho técnico. Seria, por exemplo, uma imensa satisfação conferir, no melhor formato possível, a montagem do filme, cujo mérito vai muito além das dinâmicas e eletrizantes lutas de MMA. É, antes de mais nada, um trabalho que sabe distribuir com precisão a importância de cada um dos personagens. Nada de uma história dividida em blocos e muito menos que esquece um personagem durante certo tempo para que outro tenha destaque: tudo é sequencial, conectado e amarrado sem deixar qualquer aresta. O mais surpreendente da montagem de Guerreiro é que ela foi realizada por nada menos que quatro pessoas, o que poderia muito bem dar um resultado fragmentado ao filme. Porém, Sean Albertson, Aaron Marshall, John Gilroy e Matt Chesse provaram que a o trabalho compartilhado não passou nem perto de ser um obstáculo.

•••

OUTROS INDICADOS:

argoposter moneyballposter dragontattooposter aboutkevinposter

A montagem só ajuda o excelente ritmo de Argo / Se não fosse pelos méritos de Christopher Tellefsen no segmento em questão, a história de O Homem Que Mudou o Jogo poderia muito bem cair na total monotonia / Apesar da longa duração, Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres tem um admirável trabalho de montagem / O vai-e-vem da narrativa de Precisamos Falar Sobre o Kevin é executado com precisão pelo trabalho de Joe Bini.

EM ANOS ANTERIORES: 2011127 Horas | 2010 – A Origem | 2009 – Quem Quer Ser Um Milionário? 2008 – Onde os Fracos Não Têm Vez | 2007 – Babel

_

ESCOLHA DO PÚBLICO:

1. Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres (50%, 17 votos)

2. Argo (20.59%, 7 votos)

3. Guerreiro (17.65%, 6 votos)

4. Precisamos Falar Sobre o Kevin (8.82%, 3 votos)

5. O Homem Que Mudou o Jogo (2.94%, 1 voto)

4 comentários em “Melhores de 2012 – Montagem

  1. Kamila, essa foi uma das categorias mais difíceis… Mas, como você disse, ela acabou ficando bem pessoal mesmo!

    Cleber, eu não sou um grande apreciador de “Millennium” e, talvez, isso tenha pesado na minha escolha final para essa categoria.

    Clóvis, pois eu acho a luta final emocionante! E em nenhum momento achei ela confusa em termos de montagem…

  2. Adoro “Guerreiro”, mas não votaria nele nessa categoria em particular. Acho a montagem do filme bastante confusa naquela luta final. Meu voto foi para “Millennium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres”.

  3. Eu particularmente acho todos os indicados ótimos, mas não consigo não achar a edição de Kirk e Angus disparado a melhor edição, violentamente rápida e compatível com o que o filme precisa.

  4. Dificil essa categoria… Acho que porque seus indicados são bem pessoais. Não foram nenhum dos que eu indicaria, por exemplo…. Por isso, votei em “Argo”, apesar de amar “Guerreiro”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: