Na coleção… O Despertar de Uma Paixão

colveil

O Despertar de Uma Paixão é um delicado drama romântico que só recebeu maiores atenções em função da trilha sonora do francês Alexandre Desplat – que, por esse filme, chegou a ganhar um Globo de Ouro quando recém começava a aparecer para o mundo (hoje, ele é o compositor mais trabalhador de que se tem notícia). E, de fato, a trilha de Desplat para o filme de John Curran é realmente muito boa, ainda figurando facilmente como uma de suas melhores. Só que O Despertar de Uma Paixão tem muito mais a oferecer. Não só como uma produção cuidadosa visualmente (atenção para a ótima fotografia de Stuart Dryburgh), mas como uma bonita história de amor mesmo. Só que já vale avisar: apesar de falar sobre um relacionamento, o filme está longe de se basear em idealizações.

Na verdade, a história em si já tem uma premissa bastante diferente: Kitty (Naomi Watts), a mais velha das filhas, ainda não arranjou um marido e nem pretende mudar tal situação tão cedo. Até o dia em que conhece Walter (Edward Norton), um homem tímido que imediatamente se apaixona por ela. Kitty cede e se casa pelas convenções da época, mas a falta de aproximação entre os dois – muito em função dela, que não tem interesse por Walter – a leva a procurar outro homem. A traição é descoberta e, ao invés de pedir a separação, Walter resolve, como forma de “punição”, levar Kitty para uma remota vila na China – onde ele trabalhará no combate à epidemia de cólera. Lá, solitária, Kitty precisa lidar com a frieza do marido. Porém, pouco a pouco, eis que, com essa convivência forçada em um universo completamente desconhecido, começa a surgir o sentimento que um dia foi tão necessário e não existiu.

Narrado com uma calma muito bem-vinda para sua proposta, O Despertar de Uma Paixão, portanto, é todo construído em cima desse arco sentimental dos personagens – especialmente o de Kitty, cuja transformação é construída com total veracidade pelo roteiro de Ron Nyswaner. O amadurecimento da personagem, bem como o relacionamento dela com Walter, é sempre convincente. E se, num primeiro momento, Kitty poderia ter nossa antipatia pela frieza com que trata o marido, logo passamos a nos orgulhar de toda a sua escalada como ser humano. Por isso, também pode ser dito que O Despertar de Uma Paixão é muito mais sobre as essências de duas distintas  e com diferentes timings que finalmente acertam os ponteiros do que sobre o amor em si. É, em suma, o reencontro deles com eles mesmos.

As belas paisagens chinesas ainda dão um toque especial a esse pequeno filme que tem uma estética refinada e que se beneficia da presença de dois excelentes intérpretes. Naomi Watts (dessa vez morena) e Edward Norton dão vida ao casal Kitty e Walter com muita naturalidade, só aproximando ainda mais O Despertar de Uma Paixão da verossimilhança. Há quem possa dizer que falta algo superlativo no filme de John Curran e que o fato do filme não ter um elemento “grandioso” não deixa o resultado ser necessariamente memorável. Bobagem. Afinal, é nas pequenas coisas que essa história se sustenta. Mesmo com o final um tanto apressado e perigosamente lacrimoso, logo tudo se torna mero detalhe, pois, apesar dos pesares, o desfecho de O Despertar de Uma Paixão consegue sim emocionar. E isso, claro, vem de uma história que, ao longo de mais de duas horas, conseguiu se sustentar com bastante segurança.

FILME: 8.5

4

8 comentários em “Na coleção… O Despertar de Uma Paixão

  1. Bom oque posso dizer❤ meu caro esse filme é esplêndido pois queria que ele tivessem ganhando um Oscar e oque mas me,chama atenção e como o erudito e o ocidental estão fluentes ao mesmo tempo..com amor José 🎬

  2. Só queria um final feliz. Tirando isso o filme é ótimo!

  3. Um dos meus dramas românticos preferidos! Já o assisti mais de duas vezes e chorei em todas elas… A sensibilidade do roteiro me impressiona, um filme que valeu a pena ter visto.

  4. assisto e ainda me emociono…a música A la Claire Fontaine é maravilhosa…fechou com chave de ouro.

  5. “E um filme maravilho! Amei Iêda Maria Ribeiro

  6. Eu coloquei O Despertar de Uma Paixão entre os meus filmes favoritos. Do começo ao fim, mantém um ritmo perfeito, na fotografia, nos personagens e no drama. Um filme belo e comovente.

  7. Sou fã desse filme, e não é por causa da presença do Edward Norton em seu elenco. Acho uma história extremamente sensível e muito bem dirigida pelo John Curran. É lindo acompanhar o amor nascer entre um casal que não tinha absolutamente nada em comum. Também acho lindo o desfecho desse filme, apesar de ele não ser um final feliz convencional. Mas, acho conveniente com a história e com a jornada de Kitty. Edward Norton e Naomi Watts estão perfeitos. A parte técnica desse filme é um primor também. Uma obra, enfim, subestimada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: