Os filmes em competição do 41º Festival de Cinema de Gramado

Dira Paes e Marco Ricca integram o elenco de "Os Amigos", filme que narra o dia em que um homem precisa ir ao enterro de um amigo de infância.

Dira Paes e Marco Ricca integram o elenco de “Os Amigos”, filme que narra o dia em que um homem precisa ir ao enterro de um amigo de infância.

Foram divulgados, na manhã dessa terça-feira (2), os filmes em competição do 41º Festival de Cinema de Gramado. O evento, que acontece de 9 a 17 de agosto, apresenta quatro mostras competitivas: longas brasileiros, longas estrangeiros, curtas brasileiros e curtas gaúchos (Prêmio Assembleia Legislativa). Entre os longas – cuja curadoria está com José Wilker, Marcos Santuario e Rubens Ewald Filho pelo segundo ano consecutivo -, a seleção reafirma o perfil universal e sem preconceitos adotado desde a edição passada. Na lista, uma animação (Até Que a Sbórnia nos Separe), debuts (A Bruta Flor do Querer, dos curta-metragistas Andradina Azevedo e Dida Andrade), um documentário (Revelando Sebastião Salgado, de Beste de Paula) e até mesmo uma história gay (Tatuagem, sobre um romance homossexual em tempos de ditadura). Nomes como Leandra Leal, Maitê Proença, Dira Paes, Caio Blat, Paulo Cesar Pereio, Domingos Oliveira, Sandra Corveloni e Alice Braga estão nos elencos dos oito filmes brasileiros em competição.

Já a seleção de estrangeiros (aqueles de língua latina) traz seis longas, históricos em sua maioria. Por isso, a expectativa fica com Cazando Luciérnagas, da Colômbia, que conta a jornada de Manrique, homem encarregado de supervisionar os resquícios de abandonadas minas de sal no meio de um árido ponto perto do oceano. Nesse emprego, ele encontrou uma desculpa para se isolar de um mundo com o qual não se importa. Entretanto, a aparição extraordinária de um cachorro pedigree que gosta de caçar vagalumes e a inesperada aparição de Valéria, sua filha de 12 anos até então desconhecida, darão a esse homem a oportunidade de reencontrar a alegria de viver. Em uma seleção que não inspira tanta curiosidade – justamente por ter um perfil que aposta bastante no documental, esse longa colombiano parece ser o sopro de humanidade em termos de drama na competição. Entre os curtas, é quase impossível prever alguma coisa. A curiosidade fica com Os Filmes Estão VivosO Matador de BagéTomou Café e Esperou, todos com exibições duplas por concorrerem nas mostras de curtas brasileiros e gaúchos. Confira abaixo a lista completa de concorrentes:

LONGAS BRASILEIROS

– A Bruta Flor do Querer, de Andradina Azevedo e Dida Andrade
– A Coleção Invisível, de Bernard Attal
– Até Que a Sbórnia nos Separe, de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr.
– Éden, de Bruno Safadi
– Os Amigos, de Lina Chamie
– Primeiro Dia de Um Ano Qualquer, de Domingos Oliveira
– Revelando Sebastião Salgado, de Betse de Paula
– Tatuagem, de Hilton Lacerda

LONGAS ESTRANGEIROS

– A Oeste do Fim do Mundo, de Paulo Nascimento – coprodução Brasil/Argentina
– Cazando Luciérnagas, de Roberto Flores Prieto – Colômbia
– El Padre de Gardel, de Ricardo Casas – Uruguai
– Puerta de Hierro: El Exilio de Perón – Argentina
– Repare Bem, de Maria de Medeiros – Portugal
– Venimos de Muy Lejos, de Ricardo Piterbarg – Argentina

CURTAS BRASILEIROS

– A Navalha do Avô, de Pedro Jorge
– A Voz do Poço, de Patrícia Black
– Acalanto, de Arturo Saboia
– Arapuca, de Hélio Villela Nunes
– Arremate, de Rodrigo Luna
– Carregadores de Monte Serratde Cassio Santos e Julio Lucena
– Colostro, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet
– Faroeste: Um Autêntico Wester, de Wesley Rodrigues
– Merda!, de Gilberto Scarpa
– O Matador de Bagé, de Felipe Iesbick
– Os Filmes Estão Vivos, de Fabiano de Souza e Milton do Prado
– Os Irmãos Mai, de Thais Fujinaga
– Pouco Mais de Um Mês, de André de Novais Oliveira
– Sanã, de Marcos Pimentel
– Simulacrum Praecipiti, de Humberto Bassanelli
– Tomou Café e Esperou, de Emiliano Cunha

CURTAS GAÚCHOS (PRÊMIO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA)

– Armada, de Filipe Ferreira
As Memórias do Vovô, de Cíntia Langie
– Catalogárgula, de Lucas Neris e Luan Salce
– Codinome Beija-Flor, de Higor Rodrigues
Contrato de Amor, de Camilo Rodriguez, Leonor Jiménez e Thais Fernandes
– Ed, de Gabriel Garcia
– Entrevista, de Gabriel Horn
– Férias, de Iuli Gerbase
– Kassandra, de Ulisses da Motta Costa
– L’anime, de Diego Urrutia
– Logo Ali ao Sul, de Marcio Kinzeski
– Notícias Tuas, de Vicente Moreno
– O Matador de Bagé, de Felipe Iesbick
– Os Desconhecidos, de Eduardo Teixeira
– Os Filmes Estão Vivos, de Fabiano de Souza e Milton do Prado
Roda Gigante, de Julia Barth
– Somos Todos Ilhas, de Pedro Martins Karam
– Tomou Café e Esperou, de Emiliano Cunha

3 comentários em “Os filmes em competição do 41º Festival de Cinema de Gramado

  1. Lisete, sempre uma alegria quando tu comentas por aqui! O Gramado Cine Video, no entanto, infelizmente, tem impossibilidades que não estão nada ligadas à arte. Quando envolve finanças, aí já viu, né…

    Kamila, a seleção empolga sim. Tomara que seja tão boa quanto a do ano passado!

  2. Uma seleção muito boa, a desse ano, em Gramado. Aguardo a sua cobertura sobre o evento! Bom festival!

  3. Legal! Parabéns! Em primeira mão! E que venha agosto com frio chocolate e muitas produções para mergulharmos em mundos diferentes do nosso dia a dia! Só lamento que a mostra universitária tenha ficado, mais uma vez, fora da programação. Pensando assim, infelizmente, não se estimulam as produções universitárias e perdemos novos talentos no cinema nacional! Por que a Assembleia Legislativa não patrocina a mostra? Abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: