One Direction: This is Us

onedirection

Direção: Morgan Spurlock

Elenco: Harry Styles, Zayn Malik, Niall Horan, Liam Payne, Louis Tomlinson, Jon Shone, Dan Richards, Sandy Beales, Martin Scorsese, Chris Rock, Josh Devine

EUA, 2013, Documentário, 92 minutos

Sinopse: One Direction: This is Us é um retrato íntimo com acesso total à vida do fenômeno global da música em turnê. Entremeado de imagens deslumbrantes de apresentações ao vivo, este longa-metragem inspirador narra a história extraordinária da ascensão meteórica à fama de Niall, Zayn, Liam, Harry e Louis, de suas origens humildes em sua cidade natal à disputa no X-Factor, da conquista do mundo à apresentação na famosa O2 Arena de Londres. Ouça o que dizem pessoalmente esses jovens e veja através dos seus olhos realmente o que é ser One Direction. (sinopse oficial)

onedirectionmovie

Caro cinéfilo que se nega a ver One Direction: This is Us exclusivamente por não gostar da banda: desarme-se! Martin Scorsese gosta do quinteto. E fez questão de visitar o camarim dos garotos durante a última turnê para cumprimentá-los. Esse registro apresentado no filme de Morgan Spurlock é um dos vários atestados de como a boy band ganhou o mundo com um sucesso simplesmente inegável. E, gostando ou não de One Direction, temos que admitir: existem méritos ali. Não é qualquer grupo formado por meninos de 15 ou 16 anos (na época que a banda surgiu) que faz cinco shows lotados na O2 Arena e que realiza 130 apresentações por ano ao redor do mundo. Não reconhecer a curiosidade desse material é no mínimo incoerente. E desprezar o documentário só por ele ser sobre a trajetória do One Direction demonstra uma limitação absurda de percepção. Ora, ninguém gosta de ver assassinatos em massa de golfinhos, por exemplo, mas mesmo assim A Enseada é um filme fascinante.

Se você der uma chance a One Direction: This is Us, perceberá que ele foi feito para fãs. Por isso, não espere um estudo interessante sobre as mães que ficam apenas cinco dias por ano com os filhos quando eles embarcam em uma turnê ou sobre o preço que eles pagam pela fama – em especial na adolescência, fase tão marcada por amizades, descobertas e diversão. Não, o filme de Morgan Spurlock (ele mesmo, o diretor de Super Size Me – A Dieta do Palhaço) é simplesmente sobre os bastidores de uma turnê de Harry, Zayn, Niall, Liam e Louis, com algumas explicações necessárias (o surgimento da banda, a participação no programa X-Factor, a origem de cada um deles, etc.). Simples assim. Nada mais. É um perfil, com seus prós e contras. Didático como o formato normalmente é mas também divertido em função da vida agitada e cheia de música dos garotos, One Direction: This is Us, no entanto, consegue se sair relativamente bem nesse registro.

Morgan Spurlock sabe como acertar em cheio os fãs: os maiores hits estão ali (Live While You’re Young, What Makes You Beautiful, Best Song Ever), o destaque igualitário para cada um deles também e todas aquelas curiosidades de bastidores que todos nós gostaríamos de ver dos nossos ídolos favoritos. Por outro lado, em certo ponto, o documentário não tem mais nada a dizer. O case do One Direction é curioso, mas, como o filme se propõe apenas a fazer um perfil deles sem esmiuçar as diversas questões que os cercam, chega ao final quase patinando na falta de assunto – o que obriga Spurlock a colocar apresentações de algumas músicas quase que na íntegra para preencher espaço (deslize esse que não acontecia até certo ponto). Sem falar que é perceptível como o diretor tenta dar profundidade aos jovens com passagens claramente armadas, como conversas existencialistas em um acampamento ou durante uma tarde de pesca.

Com um uso de 3D que nunca se justifica, One Direction: This is Us chega a ser quase curioso por nos levar a diversos pontos do mundo com esses jovens que ainda estão tentando descobrir o que esse sucesso todo significa. Não é como em Katy Perry: Part of Me, onde acompanhávamos uma artista já acostumada com a fama. Nesse sentido, é um ponto positivo para o filme de Spurlock: o fato desses garotos ainda imaturos e que não sabem nem onde fica a Austrália, por exemplo, ganharem o mundo de maneira tão turbulenta. Por fim, como um mero relato, One Direction: This is Us é descompromissado como a própria banda (e os hits fazem jus ao que ela representa: diversão sem se levar a sério). Não dá para encarar o filme com pré-conceitos e preconceitos. Já analisado friamente, fica mesmo apenas como um registro para as fãs terem na estante para o resto da vida. Claro que, se fosse diferente, seria muito mais interessante… Mas será mesmo que deveríamos esperar um estudo psicológico ou profundas análises sobre a trajetória desses garotos?

FILME: 6.5

3*

3 comentários em “One Direction: This is Us

  1. Hugo, não acho que as boy bands sejam tão populares hoje quanto nos anos 1980. Por isso, reconheço os méritos do One Direction…

    Kamila, é uma tendência (chata) mesmo, mas, pelo menos, esse do One Direction até que tem seus momentos divertidos.

  2. Incrível como as boy bands sempre voltam. Conheço pouco do One Direction e acho natural que tenhamos um documentário sobre eles (isso é uma tendência recente, com os filmes do Justin Bieber, Katy Perry, etc.). Parabéns por abrir espaço para uma obra do tipo por aqui.

  3. O sucesso das chamadas Boy Bands é coisa comum desde os anos oitenta. O público jovem sempre espera caras novas para consumir tudo o que for possível sobre eles.

    Mesmo tendo Martin Scorsese no meio, este doc é apenas mais um veículo para o grupo lucrar enquanto não cansa o público ou não aparece um sucessor.

    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: