Em Gramado #5: a magia infantil de O Segredo dos Diamantes

O trio protagonista de "O Segredo dos Diamantes", novo trabalho do cineasta Helvécio Ratton. Foto: Igor Pires/Pressphoto

O  jovem trio protagonista de O Segredo dos Diamantes, novo trabalho do cineasta Helvécio Ratton. Foto: Igor Pires/Pressphoto

Era grande a minha curiosidade para conferir O Segredo dos Diamantes, novo longa de Helvécio Ratton, diretor que marcou a minha infância com a adaptação cinematográfica de O Menino Maluquinho. Afinal, por que o trio de curadores do Festival de Cinema de Gramado colocou um filme infantil na competição? Mas nem bem O Segredo dos Diamantes coloca seus créditos iniciais na tela ao som de uma música-tema composta originalmente pela banda Skank e já dá para descobrir as razões: Helvécio Ratton não perdeu a mão neste tipo de história e o filme pode muito bem estar destinado a se tornar um grande sucesso de público quando ganhar o circuito comercial em dezembro – e é raro encontrar hoje em dia boa bilheteria por merecimento (o que deverá ser o caso desse).

Não se restringe a uma viagem no tempo esta encantadora aventura que faz o espectador sair da sala de cinema com a alma leve. Aos que não se desarmam e não voltam a ser crianças no longa de Ratton, alguns aspectos facilmente se destacam para além disso, como a bem elaborada trilha sonora composta por André Baptista, a desenvoltura do jovem trio de protagonistas, a fotografia de Lauro Escorel e, claro, a sensibilidade de Ratton para unir tudo isso como uma irresistível aventura para o público infanto-juvenil. Curiosamente, o filme, que tem como história a saga de um garoto que deseja encontrar procurados diamantes para salvar a vida do pai foi exibido, justamente, no dia dos pais! Sincero, envolvente e carinhoso, O Segredo dos Diamantes é mais uma surpresa bastante digna da seleção deste ano.

Depois da sessão, foram revelados os vencedores da Mostra Gaúcha – Prêmio Assembleia Legislativa, que faz uma seleção da mais recente safra de curtas realizados no Rio Grande do Sul. Curioso como criticaram a polarização de vitórias entre Domingo de MartaLinda, Uma História Horrível, os únicos dois filmes premiados pelo júri oficial. Ouvi muitos comentários de que alguns realizadores teriam se incomodado com essa atenção exclusiva aos dois filmes. Mas, se as produções são dignas, o que fazer? Muito pior é ter uma lista com filmes ganhando por caridade e não por merecimento.

Talvez algumas escolhas pudessem ter sido diferentes (particularmente, teria premiado Samuel Reginatto como melhor ator por Caçador, um filme solo que dá a chance do jovem fazer algo minucioso e crescente), mas, no geral, não há nada de absurdo na lista. Sou fã de Domingo de Marta, um dos mais belos filmes exibidos entre todas as mostras até agora, sobre uma senhora de mais de 90 anos que espera a família para um almoço de domingo. É sensível, imersivo e verdadeiro o resultado, cujo roteiro não tem um diálogo sequer. Mereceu tudo o que levou. Na época do Festival CLOSE já havia comentado sobre o delicado tema de Linda (a falta de comunicação e aceitação entre uma mãe e um filho gay) e como gosto do filme. É bem provável que tenha levado mais do que merecia, mas estava entre os melhores da mostra.

Confira os vencedores:

MELHOR FILME: Domingo de Marta
MELHOR DIREÇÃO: Gabriela Bervian (Domingo de Marta)
MELHOR ROTEIRO: Domingo de Marta
MELHOR FOTOGRAFIA: Domingo de Marta
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE: Linda, Uma História Horrível
MELHOR MÚSICA: “Redoma”, de Filipe Catto, por Linda, Uma História Horrível
MELHOR MONTAGEM: Domingo de Marta
MELHOR EDIÇÃO DE SOM: Domingo de Marta
MELHOR PRODUTOR: Jéssica Luz, Bibiana Osório, Bruno Gularte Barreto, por Linda, Uma História Horrível
MELHOR ATOR: Rafael Régoli (Linda, Uma História Horrível)
MELHOR ATRIZ: Sandra Dani (Linda, Uma História Horrível)
PRÊMIO AQUISIÇÃO TVE: Sioma – O Papel da Fotografia
PRÊMIO EXIBIÇÃO CURTAS GAÚCHOS RBSTV: Sioma – O Papel da Fotografia

2 comentários em “Em Gramado #5: a magia infantil de O Segredo dos Diamantes

  1. Kamila, o Helvécio Ratton deve ser a nossa maior referência quando o assunto é direção de filmes infanto-juvenis. E mais uma vez ele acerta em cheio com “O Segredo dos Diamantes”!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: